Baleias em Patagônia Argentina




Mapa Peninsula Valdes

As tranquilas águas dos golfos Nuevo e San José na Península Valdés (Chubut) recebem cada ano, de junho a dezembro, a sua mais famosa e protegida visitante, e baleia Franco del Sur.

Em um espetáculo que se renova anualmente, estes mamíferos marinhos de 15 metros de comprimento e até 40 mil quilogramas, tomam posse das transparentes águas da Península de Valdés para se acasalarem e dar luz suas crias. Desde 1984 a Argentina a declarou Monumento Natural Nacional.

A Península Valdes, Argentina, é o melhor lugar para se avistar baleias francas austrais, pois elas se reúnem em grande número entre julho e dezembro para o acasalamento. O passeio é feito com um barco inflável de casco rígido especialmente desenvolvido para esse tipo de atividade para evitar qualquer incidente com os animais.




Esse enorme mamífero recebeu o nome de baleia Franca, por ser muito passiva, o que torna o show ainda melhor, como conta o diretor da Ambiental, José Zuquim: "se chega ao lado delas com o barco, ai vem o espetáculo, emoção que dispara o mais gelado dos corações".

Outro passeio impressionante é ir ao encontro à noite com as baleias, em vez dos olhos, é hora de usar os ouvidos: os animais promovem uma verdadeira festa de sons, um acontecimento emocionante para quem descobre o caminho da bela Puerto Madryn.

A região, é a "capital argentina do mergulho", pois está de frente para o Oceano Atlântico, mas dentro do Golfo Nuevo, cercada pela Península de Valdez e por Puerto Ninfas e possui a água limpa e de grande visibilidade. O mergulhador poderá encontrar focas e leões marinhos entre a rica a fauna e flora marítima.

Em 1999, Valdez foi declarada pela Unesco como Patrimônio Natural da Humanidade. Os animais, agora protegidos, agradecem. E quem faz a viagem para vê-los agradece mais ainda.

Baleia Franca

Peninsula Valdes




A Baleia Franca Austral instintivamente “escolheu” este especialíssimo hábitat, aparentemente nos anos setenta. Tempo depois, a UNESCO também a escolheu como “Patrimônio Natural da Humanidade”.

Cada ano chega e nascem mais baleias francas; o atual crescimento da sua população é de 6,8% anual. Mais de 1.100 baleias francas visitam a área de Península Valdés, por temporada. Entre julho e agosto, num dia de máxima, podem-se encontrar uma concentração de aproximadamente 600 baleias em ambos os golfos.

Se bem a nível mundial o status da Baleia Franca Austral é o de espécie vulnerável, a observação embarcados do Golfo Nuevo esta regulada por estatutos oficiais que velam pela proteção desses cetáceos. (A não ser uma espécie em extinção, a atividade turística de observação embarcada está permitida.)

As Baleias

Esses cetáceos não são peixes, mas sim mamíferos com pulmões e sangue quente. Ao nascer se alimentam de leite materno. São mamíferos marinhos.

Possuem ¡50 milhões de anos! de evolução no nosso planeta. Nas suas origens, foram mamíferos terrestres. Sua evolução foi formidável.

Pertence a família de baleias com barbas em vez de dentes. Sua alimentação é a base de crustáceos e pequenos peixes.

Ao nascer pesam aproximadamente três toneladas; depois chegam a pesar cerca de cinqüenta. Os adultos podem medir até 16 metros de comprimento (as fêmeas são um pouco maiores que os machos).